EducaçãoArtigos

Qual o efeito da violência no desempenho escolar?

Mauro Rodrigues | Por Quê?

13 de dezembro de 2017

A CONVERSA: O mau desempenho dos alunos no Brasil reflete apenas a baixa qualidade das escolas? Ou fatores externos, como o confronto entre bandidos e policiais, também interferem nesse resultado?

NOSSA OPINIÃO: Crianças próximas a áreas de conflito tendem a ter um desempenho mais insatisfatório. Esse fato joga luz no debate sobre a proibição das drogas, pois parte dessa violência é associada a brigas pelo controle do tráfico.

A perda de vidas e a sensação de insegurança já são custos enormes associados à violência em nossos centros urbanos. Mas esses custos não param por aí. A imagem abaixo, publicada pela plataforma Fogo Cruzado no dia 18 de agosto, em sua conta no Twitter, revela um efeito perverso sobre a educação. A escalada da violência no Rio de Janeiro privou mais de 18.000 crianças de comparecer à escola naquele dia.

O artigo acadêmico de Joana Monteiro e Rudi Rocha encontra, de fato, evidências de que a violência afeta de maneira adversa o desempenho das crianças na escola. Há uma série de possíveis canais conectando violência a desempenho escolar. Por exemplo, há perda de aulas, pois aumentam as faltas de professores ou, simplesmente, porque a escola fecha. Alguns professores e diretores de escolas pedem para ser realocados, o que prejudica o dia a dia da escola e potencialmente o aprendizado das crianças. Tudo isso fora o impacto psicológico sobre os pequenos.

Para estimar o efeito da violência sobre o desempenho escolar, os autores cruzam dados de reportes anônimos de tiroteios ocorridos em favelas do Rio (pelo Disque Denúncia) com as notas de alunos de escolas bem próximas às favelas. Avaliam-se as notas na Prova Brasil, que incorpora conteúdos de língua portuguesa e matemática, e deve ser feita por alunos do quinto e nono anos do Ensino Fundamental. Joana e Rudi focam em alunos do quinto ano, que fizeram as provas nos anos de 2005, 2007 e 2009.

Como há variação na violência observada entre favelas e ao longo do tempo, é possível identificar o efeito causal da violência sobre o desempenho dos alunos. Basicamente, esse efeito é obtido ao comparar a evolução média das notas de alunos de escolas próximas a favelas violentas com a daqueles que estudam perto de favelas menos violentas. Nos exercícios empíricos principais, uma favela violenta é aquela que registra pelo menos 2 dias com reportes de tiroteio no Disque Denúncia em um dado ano letivo.

Os resultados indicam: a ocorrência de tiroteios prejudica significativamente o desempenho médio de alunos que estudam em escolas próximas a regiões de maior conflito.

Há outros resultados interessantes. O efeito é mais forte quanto mais próxima a escola de uma favela violenta, e quanto mais intensa é a violência (em número de dias no ano letivo com denúncias de tiroteio). Além disso, a violência ainda tende a elevar as faltas de professores e a incentivar a saída de docentes mais qualificados e de diretores de escolas.

Esses resultados também jogam luz na discussão sobre a proibição das drogas, dado que boa parte dessa violência é associada a brigas de facções pelo controle do tráfico. No cômputo dos custos e benefícios da proibição, mais um aspecto deve entrar na conta: o efeito negativo sobre o aprendizado de crianças.

SUA OPINIÃO:

Este conteúdo contribui para elevar a qualidade do debate no Brasil?

SIM NÃO

Cansado da falta de diálogo que
contamina a política no Brasil?

+ MAIS ARTIGOS
Play
Raio EconomiaVídeos Sem sonegação, a Previdência estaria quebrada?

A CONVERSA: É só cobrar os devedores do INSS? Ou mudanças são inevitáveis nas aposentadorias?

Por Quê? Economês em bom português

Play
InfraestruturaVídeos CIDADE CIDADÃO | SANEAMENTO

A CONVERSA: Você sabia que...

Por Quê? Economês em bom português

Play
EconomiaVídeos Altos salários no setor público | Porque sim não é resposta! #16

A CONVERSA: O Brasil tem...

Gustavo Santos Ferreira | Por Quê?

Play
EconomiaVídeos Reforma da Previdência: do economês para o bom português

A CONVERSA: Pagaremos mais impostos...

Por Quê? Economês em bom português

Play
EconomiaVídeos A reforma trabalhista ferra o pobre? | Porque sim não é resposta! #17

A CONVERSA: Mudanças na CLT...

Gustavo Santos Ferreira | Por Quê?

Play
Raio InfraestruturaVídeos Por que metrô mais ônibus é igual menos trânsito?

A CONVERSA: Altura de edifícios deve ser limitada? Ou verticalização melhoraria a qualidade de vida?

Por Quê? Economês em bom português

Play
Raio Meio ambienteVídeos Quem são os ‘vilões’ do desmatamento da Amazônia?

A CONVERSA: Maior risco para a floresta são os líderes do agronegócio? Ou pequenos produtores?

Por Quê? Economês em bom português

Play
EconomiaVídeos Legalização da maconha | Porque sim não é resposta! #09

A CONVERSA: Para diminuir crimes...

Gustavo Santos Ferreira | Por Quê?

Play
EconomiaVídeos Desmatamento e Tragédia dos Comuns | Porque sim não é resposta! #13

A CONVERSA: Quando os recursos...

Gustavo Santos Ferreira | Por Quê?